2022

Prêmio de pesquisa para análise bioquímica

Prof. Dr. Nauck Presidente da Conferência, Hr. Schuster membor do conselho executivo de vendas/pesquisa e desenvolvimento da SARSTEDT AG & Co. KG, Prof. Dr. Greinacher Award Winner, Prof. Dr. Simons Award Winner, Dr. Shevchenko Award Winner, Fr. Maschek Presidente da Conferência, Prof. Dr. Renz presidente da DKGL (da esquerda para a direita)

O bioquímico Prof. Dr. Kai Simons, o químico analítico Prof. Dr. Andrej Shevchenko e o médico de transfusão Prof. Dr. Andreas Greinacher recebem o prêmio de pesquisa de análise bioquímica deste ano. 

O prêmio de € 50.000 patrocinado pela SARSTEDT AG & Co. KG destina-se igualmente às respectivas áreas de pesquisa. 

O prêmio é geralmente concedido a cada dois anos pela Sociedade Alemã de Química Clínica e Medicina Laboratorial (DGKL) e é financiado pela SARSTEDT AG & Co. KG desde 2008.

Personalidades de destaque como a ganhadora do Prêmio Nobel Emmanuelle Charpentier (2020) e o atual ganhador do Prêmio Nobel de Medicina Svante Pääbo já foram homenageados com este prêmio.

O presidente da DKGL e o Prof. Dr. Harald Renz e Rainer Schuster, membor do conselho executivo de vendas/pesquisa e desenvolvimento da SARSTEDT AG & Co. KG, entregaram o prêmio na quinta-feira, dia 13 de outubro de 2022 como parte da abertura da reunião anual deste ano da DGKL em Mannheim. Rainer Schuster enfatizou mais uma vez que para a SARSTEDT é uma grande honra e prazer apoiar a pesquisa científica e o ensino para melhorar os cuidados de saúde e diagnósticos médicos. Em 1986 começamos a homenagear o trabalho científico, e inicialmente concedemos o Prêmio de Pesquisa SARSTEDT seis vezes. A partir de 2008, apoiamos pela sétima vez consecutiva o Prêmio DGKL de Pesquisa em Análises Bioquímicas com um valor de € 50.000.

O Prof. Dr. Kai Simons e o Dr. Andrej Shevchenko recebem o prêmio por sua plataforma lipidômica quantitativa de shotgun desenvolvida em conjunto, exclusiva no mundo. O método, baseado em espectrometria de massa de alta resolução, permite análises quantitativas absolutas altamente sensíveis de moléculas lipídicas a partir de pequenas quantidades de células, tecidos e fluidos corporais. A quantificação de vários milhares de moléculas lipídicas diferentes é realizada simultaneamente a partir de uma amostra. Molécula por molécula, os componentes individuais de ácidos graxos dos lipídeos são decompostos e é criada uma assinatura molecular do lipidoma. Como a lipidômica shotgun também é adequada para alto rendimento, o método pode ser usado em diagnósticos moleculares, onde já foram feitas observações pioneiras, por exemplo, sobre distúrbios metabólicos.

O Prof. Dr. Andreas Greinacher e sua equipe de pesquisa descobriram a causa da "síndrome pré-VITT - trombocitopenia trombótica imunogênica induzida por vacina (VITT)". Ele descreve um mecanismo que lembra, mas não é idêntico, a trombocitopenia induzida por heparina com formação de anticorpos contra o fator plaquetário 4 (PF4). As investigações de Greifswald mostram que uma proteína nas plaquetas do sangue, o fator plaquetário 4 (PF4), interage com os componentes da vacina. O PF4 alterado é reconhecido pelas células formadoras de anticorpos do sistema imunológico e essas células começam então a formar anticorpos contra a própria proteína do corpo. O resultado: Em alguns casos raros, formaram-se coágulos no sangue do vacinado, provocando uma trombose venosa cerebral. Os anticorpos desaparecem em três meses. Os afetados podem ser vacinados com segurança uma segunda vez sem que os anticorpos sejam formados novamente, e sem que tenham que recear uma perigosa trombose venosa cerebral. Com a descoberta da "síndrome pré-VITT", as taxas de complicações graves podem ser reduzidas em mais de 90%.